Rua Onze . Blog

Março 31 2009

 

Ao longe, do outro lado do rio, Palmela.

Na alameda de ciprestes, homens de um lado, mulheres do outro. Eles e elas, serviçais. Ao fundo, os pilares da sabedoria. Lá dentro, à direita, a brancura singular e incólume de um friso em mármore, desafiando o salitre que  devora os frescos. Ainda à direita, a descida. Na cripta, um altar subterrâneo. À sua volta, um percurso quadrangular. Nos corredores, a luz tremeluzente dos círios e das velas revela uma brancura inesperada... Nuvem de cálcio ou de salitre?

Cá fora, o céu, limpo e imperturbável, permanece azul, enquanto o vértice da pirâmide continua a apontar para o inatingível...

 

© Rua Onze . Blog

publicado por blogdaruanove às 23:41
Tags:

Aki ó-matsu Hito ó-mayowasu Momiji-kana!...
mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28


posts recentes

Fantasmas

blogs SAPO