Rua Onze . Blog

Março 09 2009

 

O paquete Amboim, da Companhia Colonial de Navegação (C.C.N.), segundo ilustração de Gordon Ellis (1921-1979), datada de 1948.

Bilhete postal editado pela C.C.N. em Junho de 1949 e impresso na Tipografia Duarte, Lisboa.

 

© Rua Onze . Blog


Março 09 2009

Photo © http://www.flickr.com/photos/k0cash/3256465815/

 

As erupções na Ilha do Fogo, em Cabo Verde, têm sido documentadas regularmente desde a descoberta oficial do arquipélago, no século XV. A partir do século XVIII os registos passaram a ser mais detalhados, permitindo assim o estabelecimento de uma historiografia fidedigna da actividade vulcânica na ilha.

Um desses relatos encontra-se na relação das Ilhas de Cabo Verde, escrita em 1783 por João da Silva Feijó (1760-1824), o qual também voltou a registar, pouco depois, os aspectos da erupção ocorrida a 24 de Janeiro de 1785.

Pelo seu interesse e por se tratar de um documento provavelmente contemporâneo dos relatos de Feijó, ou mesmo anterior, reproduzir-se-á durante esta semana um manuscrito  incompleto, de quatro páginas, intitulado Discripção da Ilha do Fogo, aliás de S. Fellipe, de autor não identificado. Embora não apresente qualquer data, o documento será datável de 1769-1785, visto referir como mais recente a erupção de 1769 e não a de 1785.

Conforme se depreende da referência efectuada na primeira página, o manuscrito incluiria ainda uma ou várias plantas da ilha, que não foram localizadas ou identificadas. Registe-se que a marca de água do papel é de Nicolo Bruzzo.

 

© Rua Onze . Blog

publicado por blogdaruanove às 22:19

Março 09 2009

 

Madeira.   Funchal.   Avenida Gonsalves Zarco.

Bilhete postal circulado do Funchal para Lisboa, em Outubro de 1931.

Emissão de editor não identificado.

 

© Rua Onze . Blog

publicado por blogdaruanove às 19:00

Março 09 2009

 

Azulejo decorado com  pintura à mão e a aerógrafo, produzido em fábrica portuguesa não identificada.

Meados do século XX.

 

© Rua Onze . Blog

publicado por blogdaruanove às 14:40

Março 09 2009

 

ATUM À ITALIANA

 

"Põe-se o atum fresco a marinar com sumo de limão, azeite, sal, pimenta e salsa. escorre-se o atum, aloura-se o azeite e juntam-se-lhe uma cebola grande, cinco cebolinhas e 125 gramas de cogumelos, picados separadamente. Faz-se refogar vinte minutos, deita-se um pouco de vinho branco e água e deixa-se cozer durante uma hora. Coa-se o molho e liga-se com uma colher de sopa de manteiga."

 

© Rua Onze . Blog

 

 

© Rua Onze . Blog

publicado por blogdaruanove às 11:17
Tags: , ,

Março 09 2009

 

© Rua Onze . Blog

publicado por blogdaruanove às 00:18

Aki ó-matsu Hito ó-mayowasu Momiji-kana!...
mais sobre mim
pesquisar
 
Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9





subscrever feeds
blogs SAPO