Rua Onze . Blog

Fevereiro 04 2010

 

Alvará do reinado de D. José I (José Francisco António Inácio Norberto Agostinho de Bragança, 1714-1777; rei, 1750-1777) concedendo a administração das saboarias aos contratadores do tabaco.

 

Sem marca de água visível no papel.

 

© Rua Onze . Blog

publicado por blogdaruanove às 17:14

Fevereiro 03 2010

 

Ilustração de Martins Barata (Jaime Martins Barata, 1899-1970) para a capa da peça em um acto Flores do Campo (1926), de Braamcamp de Barahona (José Manuel Braamcamp de Barahona Fragoso, 1887-1963).

 

Em apêndice, este volume apresenta as pautas das músicas Canção Amor Eterno, Canção Flor da Laranjeira e Fado da Agonia.

 

© Rua Onze . Blog

publicado por blogdaruanove às 21:34

Fevereiro 03 2010

 

Fotografia produzida em papel Agfa de formato postal.

Dimensões: 9,1 x 14,1 cm.

Apresenta a seguinte inscrição, manuscrita a lápis, no verso:

" Sá da Bandeira / Angola / 1931 / Ribeiro - 1 / Teixeira - 2 / Furtado - 2 / (...) - 2 ".

 

© Rua Onze . Blog

publicado por blogdaruanove às 19:16

Fevereiro 02 2010

 

Cartão para ementa, promovendo os vinhos de Colares. Meados do século XX.

 

© Rua Onze . Blog

publicado por blogdaruanove às 22:36

Fevereiro 02 2010

 

COIMBRA – Arco de Almedina

Fotografia da série Recordação de Coimbra, colecção Dulia, com reprodução de vinte imagens.

Dimensões: 6,1 x 9,2 cm.

Segundo quartel do século XX.

 

© Rua Onze . Blog

publicado por blogdaruanove às 12:24

Fevereiro 01 2010

 

As obras de Rafael Bordalo Pinheiro (1846-1905), de seu filho Gustavo Bordalo Pinheiro (1867-1920) e de Costa Mota (Sobrinho; 1877-1956) constituíram um marco na cerâmica das Caldas da Rainha e na cerâmica portuguesa de autor de finais do século XIX e princípios do século XX.

 

Posteriormente, no período que decorreu entre as duas guerras mundiais, destacou-se a produção cerâmica dos escultores Canto da Maia (1890-1981) e João da Silva (1880-1960), no estrangeiro, e de Jorge Barradas (1894-1971), em Portugal.

 

No pós-guerra, vários/as foram os/as artistas que contribuíram para a renovação da cerâmica em Portugal, quer em fábricas como a Aleluia, a Sacavém e a Secla, quer nos estúdios da Viúva Lamego e nas salas da escola António Arroio, em Lisboa, quer ainda em estúdios efémeros ou improvisados.

 

Nas fábricas ou nesses estúdios, diversos/as pintores/as se deixaram cativar pela modelação e pintura cerâmica. Entre muitos outros, Artur Bual (1926-1999), Cruzeiro Seixas (n. 1920), Júlio Pomar (n. 1926), Manuel Cargaleiro (n. 1927), Maria Keil (n. 1914), legaram-nos obras notáveis.

 

É precisamente uma placa cerâmica atribuída a Artur Bual aquela que aqui se reproduz.

 

© Rua Onze . Blog

publicado por blogdaruanove às 23:57

Fevereiro 01 2010

 

(...) 2   Serra do Caramulo – Um trecho de Paredes do Guardão   Portugal

Bilhete postal editado em 1921 por M. C., Lisboa.

 

© Rua Onze . Blog

publicado por blogdaruanove às 19:00

Fevereiro 01 2010

 

Fragmento de um tríptico de azulejos, pintados à mão, da Fábrica do Desterro, em Lisboa.

 

© Rua Onze . Blog

publicado por blogdaruanove às 12:26

Fevereiro 01 2010

 

Capa e ilustrações de Ruth McCrea (datas desconhecidas) para a colectânea de epigramas L'Amour (1957).

 

© Rua Onze . Blog

publicado por blogdaruanove às 08:47

Janeiro 31 2010

 

Roberto Nobre, (1903-1969), ilustração para a capa do magazine Civilização, número 12, de Junho de 1929.

 

© Rua Onze . Blog

publicado por blogdaruanove às 23:54

Aki ó-matsu Hito ó-mayowasu Momiji-kana!...
mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28


subscrever feeds
Visitas
blogs SAPO