Rua Onze . Blog

Janeiro 26 2010

 

Cartão de visita, autógrafo, da académica e escritora Maria Amália Vaz de Carvalho Crespo (1847-1921). O apelido Crespo recebeu-o do escritor Gonçalves Crespo (António Cândido Gonçalves Crespo, 1846-1883), com quem casou em 1874. Os restos mortais do casal repousam no Cemitério dos Prazeres, em Lisboa.

 

 

"Meu bom amigo: / Como vê por essa carta é / inteiramente falso que o P (...) de / Carvalho o servisse, e portanto / a mim. / Tenha V(...) a bondade de / mandar buscar ao dicto / funccionario todos os agradecimentos / que hem certa occasião lhe / dirigi. (...) Maria Amália Vaz de Carvalho Crespo"

 

Pormenor da lápide dos escritores, no Cemitério dos Prazeres. Os restos mortais de Aquilino Ribeiro (1885-1963) foram entretanto trasladados para o Panteão Nacional, embora o seu nome permaneça aqui inscrito.

 

© Rua Onze . Blog

publicado por blogdaruanove às 08:38

Aki ó-matsu Hito ó-mayowasu Momiji-kana!...
mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9






Visitas
blogs SAPO