Rua Onze . Blog

Julho 30 2009

 

(Sem título)

 

Bilhete postal do início do século XX.

 

Edição de L & L, Egipto.

 

© Rua Onze . Blog

publicado por blogdaruanove às 17:22

Julho 30 2009

 

"Dizes que os dois vão indo sem novidades, o que me dá muita satisfação. Dizes mais que nada soffreram com a revolução. Não, não penso que virá outra revolução tão cedo; mas, dentro de algum tempo, é provavel que venha.

 

(...)

 

Ainda a respeito da 'bernarda', devo dizer-te que recebi os jornaes, entretendo-me a lel-os; é claro que recebi o retrato do esposo ha muito tempo, como te informei, e achei-o magnifico.

 

Agora, com respeito á minha vista. estou quasi bom, ma sé preciso tomar cuidado, o que farei.

 

Vejo que tiveste muitas asagaos. É preciso guardar as sementes para o anno novo. Na inclusa carta mando-te mais algumas sementes, que podem muito bem ser differentes das que já ahi tens.

 

(...)

 

P. S. – Como já em tempos te disse, ha varias maneiras de cultivar as asagaos, alem de psotas no chão, subindo ás paredes, trepando por cordas, etc. N'uma caixa, podem-se dispôr uns poucos de pés, e treparem por caniços. Núm pequeno vaso, é bonito pôr um só pé, não deixando desenvolver, cortando os botões quando pequeninos, de modo a obter uma pequena planta. Por este modo, teem-se muito poucas flores, mas nascem muito grandes. De manhan é facil transportar o vaso para sobre a  mesa de jantar, durante as horas do almoço; e horas depois retiral-o para o ar livre, onde passará toda a noite.

 

Vou mandar-te inclusa uma só semente de asagao d'este anno; ignoro a côr. Por experiencia, vê o que dá."

 

Excerto de correspondência endereçada a sua irmã Francisca Adriana Palmira (datas desconhecidas), enviada de Tokushima e datada de 22 de Setembro de 1928.

 

© Rua Onze . Blog 

publicado por blogdaruanove às 16:00

Julho 30 2009

 

Capa da partitura da canção C'est Merveilleux (1925), interpretada por Maurice Chevalier (1888-1972) na revista do Casino de Paris Paris en Fleurs.

 

© Rua Onze . Blog

publicado por blogdaruanove às 12:17

Julho 30 2009

 

© Rua Onze . Blog

publicado por blogdaruanove às 08:53

Julho 30 2009

 

   E a bôca do proprio Judas –

   Mais é Judas trahidor –

   Mascando infamias graúdas,

   Não tem os farpões da flor

   D'algumas boquinhas mudas!

 

Raimundo António de Bulhão Pato (1829-1912), A Dança Judenga (1901).

 

 

 

© Rua Onze . Blog

publicado por blogdaruanove às 01:00

Aki ó-matsu Hito ó-mayowasu Momiji-kana!...
mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





subscrever feeds
Visitas
blogs SAPO