Rua Onze . Blog

Maio 26 2009

 

Mas antes que levantasse o dedo, um grito fez-lhe voltar a cabeça. Todos ouviram a voz de Ko-Ngai soando distinta e docemente, como canção de ave sobrepondo-se ao grande trovão das fogueiras. "Por ti, ó meu pai!" E saltou para a branca torrente de metal, enquanto gritava. A lava da fornalha rugiu para a receber, cuspindo monstruosas chispas flamejantes para o telhado, transvasando o rebordo da cratera de barro e levantando uma redemoinhante e multicolorida fonte de fogo. Recuou depois, estremecendo, entre relâmpagos, trovões e murmúrios.

 

© Rua Onze . Blog


Aki ó-matsu Hito ó-mayowasu Momiji-kana!...
mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9






Visitas
blogs SAPO